8

Algumas observações sobre o material disposto no blog

Queria dar uma explicação sucinta, a respeito da minha observação de não calcular gratuitamente e sobre me recusar a dar andamento processual.

Explico: Um curso de cálculos, que ensine o "básico do básico", custa no mínimo R$ 200,00. Um curso de uma semana, um pouco mais completo, conforme e-mails e folders que recebo, custa em média, R$ 800,00.
E posso garantir que não lhe dará tantos tópicos e tantas aberturas para discussão - seja através dos e-mails, seja através dos comentários - como no blog. Ou seja, aqui o leitor terá a oportunidade de tirar qualquer tipo de dúvida, gratuitamente, não cobro por consultoria no blog.





Então vêm os pedidos de cálculo. Não existe possibilidade, pelo menos da minha parte, de realizar cálculos por menos de um salário mínimo. Eu sei o quanto me custou o meu aprendizado, são milhares de horas estudando a fundo o processo de execução. Consigo em minutos dizer se um cálculo está correto ou não, óbvio que para refazê-lo irá no mínimo um dia, pois: Tenho que ler no mínimo a sentença e as decisões posteriores, tenho que levantar número de horas, salários, valores pagos, etc. e por fim compor a planilha. Então o meu trabalho não sai barato. Existem profissionais que cobram R$ 50,00, R$ 100,00 por um cálculo de liquidação. Normalmente são os que estão em início de carreira ou estão desesperados. O que acontece? O trabalho do calculista que é fundamental no processo de execução é desvalorizado.

Logo o ensinamento é gratuito, mas o meu trabalho NÃO.

Agora falando dos andamentos. A pior coisa que existe, ainda que a informação seja pública, é reclamante consultando processo.
Primeiro porque ele só tem AQUELE processo pra consultar, então irá fazê-lo todos os dias. E o processo não se movimenta todos os dias. Existem fases que devem ser respeitadas.

Segundo que qualquer andamento que surja na tela do computador deixará o reclamante em alvoroço. Digamos que apareça: "notificação à Reclamada". Ele vai querer saber do que se trata. Às vezes é para uma manifestação de rotina ou pra juntada de documentos. Não há razão para alvoroço.

E mesmo que esteja na fase final, na fase de recebimento, que tenha sido expedida alvará ou guia de retirada. Cabe ao reclamante apenas e tão-somente confiar no seu advogado.
Primeiro porque essa relação de confiança mútua tem que existir desde o início do processo, segundo porque existe um contrato de prestação de serviços, onde as partes entraram em acordo sobre o trabalho e os honorários advocatícios.

Então repito: Confiem em seus advogados.Eles estão aptos a lhe dar toda e qualquer informação a respeito de seu processo. Não vai acontecer do advogado receber os valores e sumir, pois o contrato obriga ambas as partes a cumpri-lo. E depois existem as punições da OAB caso isso ocorra.

Advogado nenhum irá se sujeitar a perder sua carteira, por causa de uma ação. Eu não perderia.
Então continuem acompanhando os tópicos. Em breve estarei colocando mais planilhas e debatendo todo e qualquer assunto relacionado a cálculos trabalhistas.


Quer aprender a elaborar cálculos trabalhistas rapidamente? Acesse:
http://goo.gl/9sf2cV

8 comentários:

Gabi

Oi, Clê ... seu blog é ótimo e me ajuda bastante, faz menos de 02 anos q comecei nessa área e n tenho 10% do seu conhecimento.

Muito Obrigada.

Bjos

Clê

Oi Gabi!
Não se preocupe o conhecimento vem com a experiência e tenho certeza que chegará aos 100%.
Grande abraço!

Clê

Anônimo

Saudações a todos. Meu nome é Pedro Luz, Administrador de Empresas, atuante na área trabalhista já há 25 anos. Este é o melhor Blog/Site trabalhista em todo o país, imbatível, utilíssimo, abrangente... Parabéns pelo esforço, paciência, dedicação. Nota 100..!!!

Clê

Olá Pedro:
Muito obrigada pelo elogio, vc não tem idéia do esforço pessoal para fazer sempre o melhor para os leitores!
Abraços!

Anônimo

Boa Tarde!!!

Clê,

parabéns, pelo blog é mto bom realmente como o Pedro falou é o melhor site, sobre cálculos trabalhistas.

Sou um jovem Advogado em São Paulo-SP, atuante na área trabalhista onde atuo com amor pelo meu trabalho.

O seu blog tem me ensinado mto tenho cada vez mais aperfeiçoado o meu conhecimento, e o mínimo q devo fazer é dizer "obrigado de coração por vossa disposição, paciência e amor pelo seu trabalho".

Estou de acordo com vc sobre este tópico, realmente, pelo visto foi necessário o esclarecimentos, vc como uma profissional qualificada, tem todo o DIREITO de cobrar por seus serviços e as pessoas devem respeitar isso, algo simples, pois vamos na padaria e compramos o pãozinho, vamos no mecânico e pagamos pelo serviço, vamos ao médico e devemos pagar a consulta... sendo assim para contratar os seus brilhantes serviços tem um preço ($$$) algo simples e obvio.

Parabéns e mto sucesso, em São Paulo bons para vc saber bons profissionais como vc tem cobrado um salário mínimo vc está correta.

Obrigado

Vagner Patini
mvpatini@yahoo.com.br

Clê

Olá Vagner, bom dia:
Muito obrigada pelo elogio. Na realidade foi necessário, pois algumas pessoas chegam a enviar sentenças por e-mail pedindo para que eu calcule, entende?
Confundem o "grátis" do blog...Mas enfim, acho que profissionais tem cobrar bem pelo seu trabalho e eu nem calculo atualmente, não dá tempo.
Importante é saber que o blog tem cumprido sua função, ou seja, aquela que as faculdades deixam a desejar pois somente ensinam os procedimentos do processo de conhecimento e nada de execução.
Obrigada e abraços.

Clê

Anônimo

A matéria postada, bem como as explicações são otimas e atuais!
Espero que de continuidade ao estudo!


João Paulo Rolândia-Pr

Clê

Olá João,
Vj já leu todas as postagens?? Parabéns.
Em breve darei continuidade, estou revendo os tópicos para não ficar repetitivo. A outra forma de aprender é ler os comentários e as respostas, que são vários.

abs

Guia para Concursos Públicos

Guia para Concursos Públicos
A Hora É Agora: Diversos Editais Abertos

Aproveite a crise para lucrar!

Aproveite a crise para lucrar!
O segredo foi revelado: Imperdível!